quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Ilha das Flores



Ilha das Flores


( Alusivo ao curta metragem Ilha das Flores de 1989, de Jorge Furtado.  Mais de duas décadas depois nada melhorou.
http://www.portacurtas.com.br/pop_160.asp?cod=647&Exib=2769


video




Ao depararmos com este nome Ilha das Flores, logo nos vem à mente um lugar bonito, onde a natureza esteja preservada e que haja muitas flores, porém para surpresa de nossos olhos, é exatamente o contrário é muito diferente do que o nome sugere. As pessoas da cidade mandam seu lixão localizado no município de Porto Alegre; para o lugarejo com este nome, Ilha das Flores.


                                            











Em Ilha das Flores não vemos flores, não vemos nem se quer uma ilha, mas sim vemos um lugar triste, pobre, na verdade miserável, onde somente encontramos: lixo, porcos, mulheres e crianças miseráveis e com fome. Talvez o lugar pudesse ser chamado Ilha da Fome. Estas pessoas fazem filas junto a suas “crias”, para conseguirem um pouco do que os porcos não querem, eles têm cinco minutos para pegar o que puderem, sim, cinco minutos para pegarem restos de comida que não serviu para comer, que foi para o lixo, que o porco não comeu. Cinco minutos são 300 segundos e desde 1958 o segundo foi definido como 9.192.631.770 ciclos de radiação de um átomo de césio. Que é material inorgânico e é encontrado no lixo em Goiânia. E que para nossa tristeza e daquelas famílias, é um material tóxico e que foi responsável pela morte de muitas pessoas.

Essas pessoas embora consideradas seres humanos, são pessoas que vivem em condições desumanas, segundo as definições do vídeo, distingue-se os animais dos humanos por seu tele encéfalo altamente desenvolvido, por possuir polegar opositor (capaz fazer movimento de pinça), e por ter liberdade. Mas como podemos admitir que pessoas, possam viver de maneira tal. Que e que comam o que sobra dos porcos? De uma forma tão desumana que ao comerem venham a morrerem contaminadas.





O césio matou muitas pessoas. Nosso descaso com o meio ambiente, com a questão do lixo, com a questão da água, das matas, seja desmatamento, seja queimando, tudo que envolva o nosso eco sistema. O lixo sem tratamento trás muitas consequências ao homem e ao planeta, as águas. Nosso lençol freático está também sendo poluído pelo lixo jogado em todos os cantos do planeta. Como ficaremos sem água? As matas sendo devastadas, queimadas.

As queimadas aumentando cada vez mais, falou-se num aumento de mais de quinhentos por cento das queimadas, ela além de acabar com nossa reserva verde, nosso ar, está agora começando a formar em todo Brasil uma nevoa de poluição, daqui a pouco não teremos mais ar puro para respirar.


Muitas famílias vivem ainda está situação da Ilha das Flores, uma coisa leva a outra, um lugar com um nome deste poderia ser um patrimônio para a humanidade, mas o que fazer se até os que são patrimônios, reservas ambientais estão sendo destruídos?                 
Ilha das Flores, desta forma como assisti no filme que decepção, não era o que queríamos ver; ler. Mas é a verdade, Ilha das Flores existe e seu destino é triste, mas nós não estamos longe deste destino, por que o homem está tendo a liberdade de fazer o que quer com seu planeta, a liberdade de plantar, mas terá que colher as consequências de seu plantio impensado.


Você já imaginou o que será de nós de nossos filhos num futuro próximo? Sem água para beber, e respirando um ar poluído? Aumentando cada vez mais as doenças respiratórias? Não falo somente de lançamento de fábricas não; mas da poluição provocada por nós mesmos. Em nosso dia a dia pela falta de reciclagem de lixo, pelas queimadas. Ainda há tempo se cada um fizer sua parte. Não é muito que precisamos fazer, precisamos nos conscientizar a fazer as pequenas grandes coisas.

Separar o lixo, cuidar de nosso meio ambiente, não desmatar, plantar árvores.
Mas o que fazemos? Nada.    

Hoje pela manhã acordei às 06h30min da manhã e senti um forte cheiro de fumaça, levantei-me e fui verificar. Pensei que pudesse mesmo haver algo queimando na casa. Procurei e nada, então fui até a porta. Era uma nevoa que cobria toda cidade, não acreditava que em nossa cidade Florianópolis ao sul do Brasil, bem longe das queimadas pudéssemos estar agora passando por uma situação destas, talvez muitas pessoas estivessem ainda dormindo e nem sentiram ou viram este fenômeno, dias atrás já haviam noticiado que esta nevoa era decorrente das queimadas, mas antes, porém não se sentia o cheiro. Não estávamos nos dando conta que esta nevoa pudesse viajar, mas pode viajar milhares de quilômetros e até aqueles que acreditam ser imunes sentirão o peso da falta de cuidado com nosso planeta. Desta forma quem sabe ao invés de Ilha da Magia estaremos chamando nossa cidade de Ilha das Flores.


26/08/2010     Fumaça das queimadas na Argentina forma névoa de poluição em Florianópolis (SC)

A capital de Santa Catarina está coberta por uma névoa na tarde desta quinta-feira. O céu está cinza e há sensação de ar abafado. De acordo com meteorologistas da Epagri/Ciriam, órgão estadual que monitora as condições climáticas, o nevoeiro é causado pela presença da massa de ar seco, que impede a chegada de outro sistema que pode mudar o tempo da região, como uma frente fria. O ar seco e quente não consegue se deslocar para outras regiões por causa desse "bloqueio" na atmosfera. Existe também influência da fumaça vinda da Argentina, onde há 79 focos de incêndios nesta terça, e das queimadas na região Centro-Oeste do país. Em Santa Catarina, há apenas dois focos, em Capão Alto, na Serra. O nevoeiro que se estabilizou na Capital não prejudica os voos no Aeroporto Internacional Hercílio Luz, que opera normalmente. Já em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, o Aeroporto Salgado Filho ficou cinco horas fechado para pousos, sendo que os voos sofreram atrasos e alguns foram cancelados. Neste momento, o aeroporto opera por instrumentos. Segundo os meteorologistas, a diferença da névoa que cobre o céu catarinense e o gaúcho é que aqui ela é seca e lá, úmida.





Linck Recanto das Letras - Divulgue sua página de autor:
 


Ismênia Nunes - Autora -
Direitos Autorais Registrados
na Biblioca Nacional

Nenhum comentário:

Postar um comentário