quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Dia do Soldado


Por Ismênia Nunes

                Soldados, policiais, por que escolhemos o tema? Por que uma pauta para eles? Será que viver e morrer por nós é pouco? Os policiais, discutidos em telejornais, reportagens, notícias. Mas nem sempre se fala do trabalho do policial, do serviço prestado a comunidade, de seu dia a dia, de sua família, dos perigos, dos medos, das noites em claro, da saúde e de todas suas necessidades.
                 Normalmente quando ouvimos falar em polícia é para falar do ladrão, da droga, do crime, da violência, das mortes. Esquecem de falar da pessoa, do ser humano conhecemos apenas como policial.




                  Acredito que seja de fundamental importância que possamos tratar um pouco mais sobre estes homens que tanto trabalham, tanto lutam e que se entregam literalmente por uma causa. Homens que todos os dias saem de suas casas sem saber se voltarão a ver seus filhos, sua esposa, sua família.
                Estes homens chamados tão somente de policiais e que tão pouco sabemos; de como é enfrentar o perigo, enfrentar as dificuldades e obstáculos que aparecem a sua frente. Não temos ideia do que enfrentam para cumprir seus deveres, por vezes deixando suas famílias desprotegidas para proteger nossas vidas e dos que amamos, muitas vezes sem mesmo nos conhecer.
                Com certeza estes homens não escolheram ser policiais por dinheiro, por que podemos afirmar o salário de um policial não condiz com o trabalho que executam, e acima de tudo, arriscando sua vida todos os dias.  Afinal, a vida de um ser humano, não tem preço.
                E quem são estes homens e mulheres que lutam e arriscam-se por nós?  Que este trabalho possa servir como homenagem a estes profissionais, aos policiais.


video

Nenhum comentário:

Postar um comentário